Conheça o melhor tipo de microfone para gravar podcast de casa - Mundo Podcast 

Conheça o melhor tipo de microfone para gravar podcast de casa

24 julho 2020 Por Mundo Podcast
Conheça o melhor tipo de microfone para gravar podcast de casa

Legenda: Um microfone de qualidade é o equipamento fundamental para qualquer podcaster, mesmo os iniciantes / Autor: Tommy Lopez / Fonte: Pexels

Apenas em 2019 o consumo de podcast no Brasil cresceu 67%. Se o seu negócio ainda não produz conteúdo em áudio pode estar ficando para trás. E se você não ouve podcasts pode estar perdendo um conteúdo valioso. 

Em um mundo cada vez mais acelerado, aprender através de áudio é uma excelente oportunidade de aproveitar o famoso “tempo morto”. Seja no transporte, na academia ou simplesmente lavando a louça, um podcast pode deixar esse tempo mais interessante e ainda melhor aproveitado. 

E se tratando de um conteúdo sem imagem, a qualidade do áudio importa muito. Ruídos não são bem-vindos e, na verdade, vão espantar o ouvinte. Portanto, a qualidade importa mesmo para os iniciantes, desde o primeiro episódio. Gravar de casa não significa trabalhar de forma amadora. É possível produzir um belo podcast de nível profissional com poucos recursos. Logo, um bom microfone é um equipamento fundamental para investir sem medo. 

Porém, não basta escolher considerando o preço ou pela estética do equipamento. Para que seja efetivo na gravação de áudio em casa, onde os ruídos são maiores do que em um estúdio, é preciso que ele seja do tipo dinâmico. Esse microfone é menos sensível e capta menos ruídos.

Legenda: Gravações caseiras podem ter qualidade profissional com o microfone certo / Autor: ConvertKit / Fonte: Pexels

Outro detalhe importante de ser observado é o padrão de captação, também chamado de polaridade. Basicamente, é isso que define o que o microfone vai captar. No caso do podcast, vale a pena buscar por um modelo cardioide. Ele vai se concentrar em captar os sons à sua frente, rejeitando possíveis ruídos ao redor. Fique atento nesse detalhe e tome cuidado para não acabar comprando um modelo de polaridade ominidirecional, que capta tudo a sua volta. 

Além das características técnicas, é importante analisar as saídas que o microfone oferece. É indispensável que tenha saída para fone de ouvido e USB. E se o equipamento puder contar com uma saída XLR melhor ainda, ele possibilita alta qualidade na transmissão de sinal. 

Dentro das condições descritas, Ricardo Amorim, músico que escreve para o GUIA55, indica o ATR 2100x como um excelente microfone de entrada. É um modelo mais difícil de encontrar no Brasil, mas mesmo com o frete vale a pena o investimento. Caso ele não caiba no seu orçamento, uma boa opção é comprar um Shure SM57.