Divergência de Opinião na Podosfera

1 dezembro 2014 Por Pedro O'Portuga
Divergência de Opinião na Podosfera

Depois de passadas as comemorações do #DiadoPodcast e sobretudo das eleições presidenciais do Brasil, volto aos comentários no mundo podcast. Não participei diretamente em nenhuma das ações quer festivas ou politicas sendo a principal razão o facto de não ser brasileiro, remetendo-me por isso à insignificância de espectador.

Há mais de dois anos que estou na podosfera brasileira, embora não sendo brasileiro, como referi anteriormente, sempre me deixo levar e acabo por interessar-me bastante por estes assuntos, sobretudo politica.

Graças à podosfera brasileira consigo perceber o que pensam os brasileiros acerca dos assuntos mais preponderantes do quotidiano, primeiro o carnaval, depois a Copa e agora as eleições e quando digo “preponderante” é simplesmente porque são os assuntos que mais dão que falar e mais criam polémica.

Numa visão pessoal e falando da podosfera, que é o que me diz respeito, fiquei bastante desiludido com alguns podcasters, não pela sua opinião, mas sobretudo pela forma como a apresentaram.

Enquanto escrevo este texto, olho para o lado e vejo o livro que estou a ler neste momento, intitulado “Nóis… qui invertemo as coisa”, que me foi oferecido pelo próprio autor, a quem eu tanto admiro, Luciano Pires. Até há bem pouco tempo eu usava esse “slogan” para identificar a podosfera brasileira, uma mídia que de certa forma invertia tudo aquilo que de errado se passava com a mídia brasileira, nomeadamente a falta de liberdade de expressão, que as tvs e rádios apresentavam.

No meu entender cada um pode opinar e dizer o que bem quiser, desde que essa opinião não ofenda ninguém diretamente, já que o principio da liberdade é simples, a liberdade de alguém termina onde começa a de outra pessoa. Custa-me ver pessoas que durante a Copa fazem programas especiais de podcast, apenas para entoar o cântico tanto ouvido na copa “oh Dilma vai tomar …” (talvez café), e defenderem os protestos com “o gigante acordou e não é por vinte centavos”, agora se contradizendo e criticarem ou enxovalharem alguém que afirmou o seu apoio ao candidato da oposição do PT.

Todos nós temos direitos e deveres, mas acima de tudo está o respeito que temos que ter pelos outros, principalmente por quem tem opiniões diferentes e esse é o principio da democracia.

Na verdade e como alguns de vós devem estar a pensar, pouco ou nada a nomeação de A ou B vai mudar algo na minha vida, já que nem brasileiro sou (pelo menos por enquanto). Sim é verdade isso não me afeta diretamente, o que me afeta é ver que durante os últimos anos, temos lutado juntos por uma podosfera unida, em crescimento, mais forte e vem a politica e as suas opiniões de “bancada” destruir e desunificar o árduo trabalho que todos juntos temos feito.

Não podemos apreciar o trabalho de um escritor, podcaster ou mesmo jornalista e devido a uma opinião mais pessoal deixar que essa admiração seja transformada em ódio ou birra, sim birra, já Mahatma Gandhique o trabalho e dedicação desse profissional continua a ser a mesma, ou será que agora que o CEO da Apple revelou ser homossexual todos que são heterosexuais vão deixar de comprar iphone?

Para terminar, uma frase de Mahatma Gandhi: “Divergência de opinião jamais deve ser motivo para hostilidade.

Saudações podosféricas.