Diz-me o que ouves e dir-te-ei quem és!

23 agosto 2014 Por Pedro O'Portuga
Diz-me o que ouves e dir-te-ei quem és!

O que eu quero dizer é literalmente o que acabaram de ler no título. Se me disserem o que ouvem, eu provavelmente conseguirei dizer quem são, ou pelo menos “descodificar” um pouco da vossa personalidade; senão vejamos: Numa bela tarde de fim-de-semana, circulando de ônibus pela cidade de Londres, recebo uma ligação de um compatriota. Como a ligação assim o exigia, atendi e falei em português. Pouco segundos depois de terminar a ligação, sinto uma cutucada nas costa e enquanto girava a cabeça para ver quem era, começo a ouvir um português com sotaque que me perguntava:

– “Você é Português?”

Prontamente fiz o típico gesto com a cabeça em forma de afirmação. Novamente se dirigindo a mim, este individuo fez as usuais perguntas de senso comum que todos estamos habituados (nome, idade, profissão, etc…).

Esta conversa durou cerca de 3 minutos, sendo que para mim terminou logo no momento em que assunto era o clima. Nesse momento viro-me para a janela (sim entretanto ja estávamos sentados lado a lado) e colocando os phones de ouvido começo a escolher o podcast a ouvir.

Novamente sou interrompido com uma cutucada. Retirando os phones, volto a atenção para a pessoa que me dizia em tom de euforia:

– “Caraca, você ouve podcast?”, respondi que sim e prontamente a voz dela começa aumentar os decibéis enquanto me descriminava um por um todos podcasts que ela ouvia.

Na verdade a conversa começou a ficar interessante quando notei que tínhamos visões semelhantes no que se refere à apreciação da podosfera.

O tempo que restou da viagem não foi suficiente para terminar a conversa, então trocamos contatos para continuar esta conversa e trocar mais impressões.

Eu tinha a certeza que esta pessoa tinha muito a ver comigo no que se refere a gostos ou áreas, não por que ela me disse, mas porque ela ESCOLHEU ouvir as mesmas temáticas de PODCAST que eu. Ela não ouve porque passou na tv ou na rádio, ela ouve porque ela se interessou, correu atrás, baixou o programa, ouviu e só fez isto porque o assunto ou a temática do podcast era do seu agrado. Não tinha como estar errado, esta pessoa descreveu-me o que ouve e eu fui capaz de perceber que existe algo em comum nas nossas personalidades, porque as nossas escolhas na podosfera eram as mesmas.

Posso realmente estar generalizando, mas se pensarmos bem, todas aquelas pessoas que vemos e ouvimos comentar os mesmos programas que nós, podem ter mais a ver conosco que os nossos próprios familiares, mesmo sem os conhecermos. Assim sendo a minha pergunta é a seguinte: -“ não seria bom interagirmos mais uns para com os outros, uma vez que escolhemos estar ali a ouvir e comentar o mesmo programa?; Não seria ótimo podermos conhecer pessoas novas, diferentes e ao mesmo tempo tão iguais a nós?”… Pensem nisto. Saudações podosféricas.

Euler ETI Euler ETI