Mantendo a motivação depois de anos fazendo podcasts

18 setembro 2016 Por Thiago Miro
Mantendo a motivação depois de anos fazendo podcasts

Em vias de completar 5 anos como podcaster, eu pergunto: Como manter aquela motivação que tínhamos no início? Cada novo comentário era uma festa, cada indicação em outro podcast era motivo para você mandar aquele episódio para todo mundo. Um convite para gravar lá então, era a glória. Cara, e quando algum podcaster que você já ouvia e admirava antes de ser produtor compartilha teu episódio? Você ganha o dia.

No meu primeiro episódio tive 100 downloads, isso porque mandei para todos os meus amigos e marquei milhões de pessoas no Twitter. Que vergonha de as ter feito ouvir aquele meu primeiro episódio. Só está no ar ainda por questão histórica do site.

Olha só eu todo pimpão lá em 2012, não tinha nem 3 meses de publicações, pedindo dicas simples de edição ao Dudu Sales. E ele respondeu. 😀

Mais louco ainda foi quando ele gravou no Telhacast, episódio #21 ainda. Eu completamente nervoso tentando levar o programa. Mais tarde ainda gravamos com o Jurandir Filho, Mafalda e Euba (Monalisa de Pijamas) e Luciano Pires. Eu devo ter ouvido 1 milhão de vezes cada episódio depois que publicamos. Foi um mega aprendizado para nós.

Era uma época em que publicávamos semanalmente e durante quase 1 ano e meio nunca falhou um episódio. Nós ficávamos loucos para gravar. E mesmo estudando e trabalhando a 60Km de casa, eu dava conta.

O que aconteceu com essa empolgação toda?

No Podcast

O tempo foi passando e cada novo episódio foi deixando de ser uma novidade. A repetição dos processos vai se tornando chata e maçante. Você passa a dar prioridade para outras coisas na vida e o podcast fica em segundo plano, por mais que você tenha apreço por ele.

O fato de termos renovado nossas pautas, mudarmos o foco, isso deu um gás extra, mas o inevitável aconteceu, o podcast acabou. No primeiro ano não falhava uma semana, no último ano só saíram três episódios. Ao centésimo episódio eu estava satisfeito, com a cabeça erguida, mas senti que não dava mais, era hora de parar e buscar coisa novas.

Em geral, passei a participar oficialmente apenas do Nossocast, que eu amo.

Na Podosfera

Desde 2011 faço parte de grupos de podcasts e acompanho à medida que posso tudo o que é lançado. Ao longo dos anos você lê várias repetidas vezes as mesmas discussões, as mesmas perguntas, as mesmas ladainhas sobre feed (mesmo “sem feed não é podcast” sendo uma verdade  😛 ), as mesmas brigas, as mesmas preguiças de clicar num f*cking botão de pesquisa e procurar pelo que já existe e que vai resolver tua dúvida.

Admita! Você que faz parte do Podcasters BR no Facebook também não aguenta mais ver perguntas sobre hospedagem.

Isso faz com que cada vez mais você interaja menos. No Telhacast #27, no qual participou o Jurandir Filho, ele disse que costumava ajudar vários novos podcasters, o Dudu Sales foi um deles inclusive, mas que com o passar do tempo deixou de fazer isso porque ele não daria de conta de ajudar todo mundo que pedia e quem ele não ajudava ficava com raiva, logo não valia mais a pena.

Na época apenas ouvi e não discordei pra não gerar atrito, mas hoje entendo perfeitamente vendo o outro lado da moeda.

Por histórias que já ouvi, entre 2006-2009 até o Jovem Nerd participava ativamente de listas e eventos de podcasters.

Você repara que isso acontece mesmo ao perceber quantos podcasters de longa estrada ainda se vê debatendo e atuando em prol da mídia como um todo? São pouquíssimos. E não é proposital, o tempo falta e o saco enche mesmo.

Como recuperar essa motivação?

Posso dizer que 2016 me trouxe de volta essa motivação de fazer podcasts. Os motivos são basicamente dois:

1. Fazer algo novo

Nada traz mais motivação que mudança, novidade. O segundo semestre desse ano está com bastante coisa nova no Mundo Podcast. Além de que eu tive uma ideia, Kell teve outra, nós juntamos e em breve voltaremos a produzir podcasts de uma forma bem diferente do que fazíamos no Telhacast. Estou muito empolgado para essa fase nova.

É isso, se o que você faz atualmente não te satisfaz mais e você pode mudar, mude. E nada como uma nova cara no site pra deixar a gente feliz ao abrir a página inicial.

2. Converse com gente nova, saia um pouco da panelinha

Eu sei, panelinha existe e ela tem seu lado bom, eu tenho a minha e você certamente tem a sua, mas não dá para ficar 100% do tempo lá, você se aliena. É motivante demais participar de grupos como o Podcasters no Telegram e ver a cada dia novos podcasts com essa empolgação que eu tinha no início falando sobre seus episódios, comemorando o crescimento dos downloads, um compartilhando o que o outro produz. E mais ainda, se engajando em prol da mídia.

Estar lá é bom, isso é fato. É tanto fato que o primeiro dia da ação #PodcastFriday no Twitter, dia 16/09, promovida pelo Cinema com Rapadura, teve a maioria esmagadora de engajamento a partir de podcasters ditos pequenos, conforme mostra o gráfico feito pelo Marcos Ramon.

Também tem aquela quando alguém fala “A podosfera é linda, é unida”, lá no fundo você que tá nessa há alguns anos dá um sorriso Monalisa e pensa: “Sabe de nada, inocente!”. É triste concluir isso com o passar do tempo, mas interagir com gente nova faz você acreditar um pouco que realmente há união e o pessoal do contra se torna insignificante.

Bom, isso é motivação pra mim. 😉

O que lhe motiva?