A nova forma de ouvir podcast

24 Abril 2014 Por Rafael Amon
A nova forma de ouvir podcast

Embora o cenário do podcast americano seja bem diferente do brasileiro, algumas coisas são bastante similares. Neste momento está ocorrendo na terra do Tio Sam um crescimento muito grande na quantidade de ouvintes e seu consequente engajamento com a mídia, por vezes chamado de Renascença do podcast. Alguns produtores discordam deste termo, dizendo que na verdade o crescimento é gradual e não um retorno repentino, porém há um consenso entre as partes: a mudança na forma de ouvir.

Ainda que o nome “podcast” seja relacionado à um dispositivo móvel como o iPod da Apple, o processo inicial passava necessariamente por uma plataforma sem mobilidade, já que o usuário tinha que adicionar o feed ao iTunes, baixar o episódio, sincronizar com o aparelho e só aí levá-lo para qualquer lugar. Com a proliferação dos smartphones e suas redes 3G (ok, nem tão 3G por aqui…) o ouvinte não precisa mais do antigo intermediário para chegar ao conteúdo desejado. Estar à um clique de distância do conteúdo surtiu um impacto muito grande nos números de downloads bem como na plataforma utilizada.

Em 2014 o universo mobile já é responsável por mais da metade dos acessos, com um crescimento de 20% em relação ao ano anterior. Estima-se que nos próximos anos cerca de 75% da mídia seja consumida em aparelhos móveis.

Esta relação está mudando a forma do podcaster americano produzir, levando cada vez mais a mídia a se profissionalizar e investir em equipamentos e aperfeiçoar o conteúdo, uma vez que a facilidade de criar e publicar torna mais acirrada a disputa por espaço no smartphone do ouvinte.

E você, caro podcaster brasuca, também notou essa mudança no perfil dos seus ouvintes? Como irá se preparar para este novo tempo?

Fontes: