Novos focos da publicidade em podcast

28 junho 2017 Por Thiago Miro
Novos focos da publicidade em podcast

A Promobit é uma startup brasileira criada por Raphael Pawlik e Fabio Carneiro. Juntos, eles criaram um sistema que reúne ofertas e promoções de compras online, itens esses enviados pelos próprios usuários em uma base que, ao longo de 3 anos desde sua fundação, já acumula mais de 200 mil usuários.

Sabe quando você compra um produto na internet e logo depois aparece outro mais barato? Pois é, a Promobit vai evitar que isso aconteça te ajudando justamente a encontrar esse produto mais barato antes de você bater o martelo da compra.

Ok, mas por que estou falando da Promobit?

Descobri que esta é uma empresa que acredita na mídia podcast. Alguns podcasts que ouço estavam falando sobre eles, inclusive fazendo episódios temáticos como Braincast no episódio #230 sobre branded content. Isso me chamou a atenção, não me recordo de ter visto algo assim antes. Me lembrou uma época em que a Kanui fez uma ação desse tipo em vários canais do Youtube.

Além do Braincast, podcasts como o Jogabilidade, Não Ouvo, Reloading, Rapaduracast, Canal 42, 99 Vidas, Melhor Podcast do Brasil e Gymcast estavam envolvidos na ação publicitária.

Imaginei no mínimo que os criadores da Promobit deveriam ser ouvintes de podcasts e achei que seria interessante saber deles o que viram na mídia, por que estão anunciando em podcasts e o principal, se a mídia está sendo profissional e está dando o retorno esperado.

Através do Evandro de Freitas, integrante do 99Vidas e do Melhor Podcast do Brasil, que trabalha no Marketing da Promobit, eu pude obter algumas respostas da empresa.

  1. Quem são os criadores Raphael e Fabio? O que gostam de fazer como lazer e como chegaram ao podcast e se tornaram ouvintes? Quais podcasts vocês assinam?

(Fabio) Sou Cientista da Computação de formação e atuei boa parte da minha carreira em grandes empresas, mas não estava feliz e por isso decidi me aventurar no mundo do empreendedorismo (Melhor coisa que fiz). Além de co-founder do Promobit, sou São Paulino de coração, adoro acompanhar informações e ir no estádio ver meu time jogar; sou jogador de Airsoft, um esporte que já pratico há quase dois anos e me ajuda a relaxar após o stress da semana. Claro que o Promobit faz parte da minha vida praticamente 24 horas por dia, por ser um projeto que acredito muito, ajudando os consumidores a comprar nas melhores lojas, pagando os menores preços.

Atualmente assino o Braincast, Mamilos, 99Vidas, Não ouvo, Código Aberto e Resumocast, que escuto principalmente enquanto estou no transporte público ou durante minhas caminhadas.

(Raphael) Corredor eventual, sempre que sobra um tempinho, Desde criança buscando conhecimento sobre tudo que encontro pela frente, sinto uma constante fome de comida e de entender como as coisas funcionam. Acredito que a união da tecnologia com a comunidade pode criar resultados incríveis. O Promobit mudou minha vida: de especialista em comprar tudo no pior preço possível, passei a me orgulhar das compras que faço online!

Podcasts que escuto: 99% Invisible, Scicast, Escriba Café, Hipster Ponto Tech, Mamilos, BrainCast, Theory of Everything, Song Exploder

  1. Durante o planejamento de marketing certamente pensaram nas mais diversas formas de se anunciar na internet. Eu quero saber o que levou vocês a decidirem por anunciar em podcasts, o que viram que a mídia pode oferecer de diferencial em relação anunciar num canal de Youtube ou mesmo em mídias tradicionais como Rádio e TV?

(Fábio) O que nos atraiu inicialmente em podcasts foi o engajamento que existe entre os ouvintes. Tenho a impressão que o podcaster consegue ativar a necessidade do seu ouvinte de forma mais eficiente do que em outros canais. Eu mesmo já fiz compras por conta de influenciadores dos podcasts que acompanho.

  1. Não há dúvidas de que a empresa acredita na mídia, mas não podemos negar que vocês também são ouvintes, investiram em algo que já conheciam. Segundo a última PodPesquisa, é possível estimar que a audiência do podcast brasileiro esteja em torno de 3 milhões de pessoas, o que representa menos de 2% da população. Dentro da experiência que tiveram com publicidade em podcast até esse momento, vocês acreditam que a mídia pode crescer e chamar a atenção de empresas que não tenham a cultura do podcast entre seus gerentes ou a mídia se manterá restrita a esse nicho de pessoas com interesse geral em tecnologia e cultura pop?

(Fábio) Atualmente já vejo um aumento de divulgações em podcasts, que mesmo sendo muito nichado possui um público crescente e formador de opinião.

  1. O podcast está dando retorno do valor investido nessas ações publicitárias? Estão satisfeitos com o resultado?

(Evandro) É difícil medir o retorno imediato de uma ação uma vez que a gente não realiza a venda diretamente, apenas divulgamos as melhores ofertas. Existe um delay até sabermos se tivemos um efetivo aumento nas vendas de lojas parceiras que foram relacionadas com as ações. Por outro lado temos casos de spots que foram feitos a mais de um ano e que continuam enviando acessos ao site. Muita gente ainda está conhecendo a mídia e acaba passando a ouvir um ou outro episódio em que aparecemos como patrocinador. No geral podemos afirmar que o resultado é bastante satisfatório.

  1. A Promobit pretende continuar investindo sua verba de publicidade em podcasts? Se sim, existe uma forma ou um local onde os produtores brasileiros possam buscar fazer parte dessas ações?

(Evandro) No momento direcionamos nossa verba de mídia para influenciadores no geral, isso abrange sites, youtubers e podcasts. Qualquer produtor de conteúdo pode entrar em contato com a gente pelo email: publicidade@promobit.com.br (lembrando que apreciamos muito preços camaradas 😉 )

Aumento da confiança na mídia

Com essa entrevista pude confirmar que o Fabio e o Raphael confiam de fato na mídia como um meio de divulgação. Mesmo que eles já sejam ouvintes de podcasts, o que ajuda a ter esse nível de confiança, essas ações são extremamente benéficas para nós. Pouco a pouco ajudar a despertar o interesse de empresários de outras startups, inclusive aqueles que não conhecem podcasts.

Agora, cabe a você, podcaster, se profissionalizar, levar sua produção a sério e fazer com que seu conteúdo seja bom e relevante para que possa chamar atenção e merecer uma fatia desse mercado. Claro, se isto está entre seus objetivos como podcaster.

Ah, e não ficaremos só com esse texto. Em breve teremos um episódio do Os Comentadores com participação deles para que possamos nos aprofundar nisso tudo. Aguarde e confie. =)

Por último, mas não menos importante… Muito obrigado, Evandro, pela oportunidade.