7 Motivos para gravar podcast com áudios separados

24 fevereiro 2014 Por Thiago Miro
7 Motivos para gravar podcast com áudios separados

Gravar com áudios separados significa que cada participante do podcast irá gravar seu próprio áudio e não apenas uma gravação do Skype ou Hangout, que junta toda a conversa em um único arquivo.

Mas por quê abandonar o conforto de lidar com um único arquivo para cuidar de aproximadamente 4-6 arquivos por gravação?

1 – Melhor qualidade da gravação

A gravação via Skype ou Hangout sofre compressão do áudio para que a conversa seja feita em tempo real sem delays. A gravação com áudios separados não sofre com isso, pois o programa de gravação capta a voz diretamente do microfone com a qualidade máxima que seu equipamento permitir.

2 – Sem riscos de falhas

Este tópico deve ser lido entre aspas. Não há risco de falhas porque a gravação não depende da conexão de internet, então mesmo que no dia de gravar sua conexão esteja ruim seu áudio ficará limpo e sem falhas. Claro que há risco do software travar, mas o benefício compensa.

3 – Ressincronização da gravação

Dependendo da conexão da sua internet o delay tanto no Skype quanto no Hangout se torna enorme, causando uma alteração na sincronicidade da gravação. Ao gravar com áudios separados você pode ressincronizar sem qualquer dificuldade.

Um ótimo exemplo disso pode ser percebido quando alguém fala algo engraçado e todos riem. Na áudio gravado do Skype você percebe uma diferença no tempo em que cada um ouviu e riu da piada, com áudios separados você pode ressincronizar para que todos riam juntos no tempo correto.

4 – Sem interrupções

Gravando com áudios separados você pode remover trechos de interrupções de participantes, integrantes que falam ao mesmo tempo etc. Nas próprias gravações do Telhacast os integrantes já são instruídos que quando estiverem falando, se alguém interromper, que continuem falando e ignorem a interrupção porque na edição eu removerei sem prejuízos ao áudio.

5 – Edição mais simples em Multitrack

Diferente do que possa parecer, editar podcast em multi faixas ↓

Multitrack do Adobe Audition com a edição de um podcast gravado com áudios separados

é mais fácil e mais rápido que editar um arquivo único, pois você terá controle total sobre as vozes.

O único trabalho a mais é sincronizar as faixas de cada integrante, a edição se torna mais fácil porque você passa a ter controle total da gravação.

6 – Edição de canais independentes

A maior vantagem do que trata este tópico é você poder tratar o áudio de cada um separadamente. Você pode remover ruídos, nivelar volumes, cortar barulhos externos, equalizar, tudo isso independentemente e da maneira adequada a cada participante conforme a necessidade.

7 – Qualidade do resultado final é superior

Sem dúvida esse é o maior motivo para se gravar com áudios separados, o resultado final compensa tudo.

Você pode se perguntar “mas os episódios não todos publicados em 96Kbps?”. Sim, só que comprimir um áudio em WAV com 1500Kbps gera um arquivo melhor que comprimir uma gravação do Skype com 128Kbps que já foi comprimida pelo próprio aplicativo durante a gravação.

“Ah, mas meu gravador é o Pamela, ele grava em WAV”

É apenas ilusão, ele gera um arquivo em WAV da gravação, nada além disso. Um arquivo WAV de 1GB gerado pelo gravador do Skype tem a mesma qualidade que um mp3 de 128Kbps gerado da mesma forma. O Hangout também tem o mesmo processo de compressão, a diferença é que a chamada não cai caso o host perca a conexão.

Gravar podcast com Audacity | Gravar podcast com Adobe Audition | Gravar Podcast com Total Recorder

E agora, se motivou gravar com áudios separados?

Euler ETI Euler ETI