Po(D)ema #17 – Namarië

21 janeiro 2013 Por Mundo Podcast
Po(D)ema #17 – Namarië
  • Texto: Namarië
  • Autor: J.R.R. Tolkien
  • Interpretação: Flávio Marteleto (@MarteletoFM) – GeekTalk
  • Música: The Conseil of Eurond – Trilha do filme O Senhor do Anéis
  • Duração: 1min46s
  • Feed do Po(D)ema: http://mundopodcast.com.br/podema/feed/

Namarië - Tolkien

Namarië

Em quenya

Ai! laurië lantar lassi súrinen,
yéni únótimë ve rámar aldaron!
Yéni ve lintë yuldar avánier
mi oromardi lisse-miruvóreva
Andúnë pella , Vardo tellumar
nu luini yassen tintilar i eleni
ómaryo airetári -lírinen.

Sí man i yulma nin enquantuva?

An sí Tintallë Varda Oiolossëo
ve fanyar máryat Elentári ortanë,
ar ilyë tier undulávë lumbulë;
ar sindanóriello caita mornië
i falmalinnar imbë met, ar hísië
untúpa Calaciryo míri oialë.
Sí vanwa ná, Rómello vanwa, Valimar!

Namárië! Nai hiruvalyë Valimar.
Nai elyë hiruva. Namárië!

Em Português

Cantei as folhas, de ouro folhas, e folhas vi brotar:
Cantei o vento e vento veio os galhos farfalhar.
Alén do Sol, da Lua além, no Mar espuma havia,
Em Ilmarin dourando a praia uma Árvore crescia.
Em Eldamar na Semprenoite com astros se ostentava,
Onde Eldamar da bela Tirion os muros encontrava.
Cresceram lá as douradas folhas nos ramos anuais,
Enquanto o pranto de elfos cai aquém de nossos cais.
Ó Lórien! Já vem o inverno, o Dia sem flor nem vida;
As folhas na água vão caindo do Rio em despedida.
Ó Lórien! Já por demais do Mar estive deste Lado,
Entrelacei em coroa murcha o elanor dourado.
Se barcos eu cantasse agora, que barco iria voltar,
Que barco me conduziria por tão vasto Mar?

Euler ETI Euler ETI