Po(D)ema #61 – Ele

30 agosto 2013 Por Mundo Podcast
Po(D)ema #61 – Ele
  • Texto: Ele
  • Autor: Erika Figueira
  • Interpretação: Erika Figueira (@erikapes) – Sexo & Tintas
  • Música: Título e autor desconhecidos
  • Duração: 2min42s

Arte da vitrine: Rodrigo Sena

Erika Pessanha - Ele

Ele

“Ele” estava entre nós no minuto que dividiu o nada com o início da expansão, testemunhou a verdade que diz se o princípio é unidimensional ou sem dimensão, partiu do gasoso pra todos os estados, já sublimou, solidificou, evaporou, esteve em entropia com todos os elementos aos quais nós pregamos a desunião.

Conheceu galáxias percorrendo universos, contou quantas estrelas gigantes existem e planetas em suas órbitas, testemunhou em caminho equidistantes: “Ele” sabe o que nós desconhecemos: Onde há vida?

Contemplou obrigatoriamente um asteroide e se aproximou da órbita terrestre, cruzou com outros que o desgastou, invadiu a nossa então nossa estratosfera caindo no nosso planeta ainda sem vida.

Quais elementos ele trouxe que propiciou a formação das primeiras formas de vida? Bom, ele não diz… não sabemos quantos oceanos ele cruzou, se imortalizou em matérias soterradas por magmas que foram quebrados por tiranossauros, se embrenhou em frutos que foram congelados por geleiras…

No momento em que o homem desceu da árvore ele era o pedaço de um inseto, quando descobriu o fogo ele foi uma faísca, um pedaço da cruz de um homem morto, fragmento do manto de um papa, gota de sangue de uma das mulheres queimadas na inquisição.

Voltou pra natureza, contemplou a evolução de todos os transportes, mudou de estados, conservou propriedades, mudou organismos… foi pro mar…

E agora antes do banho dominical, obrigatório que antecede a missa que sou obrigada a comungar… ele, “O GRÃO DE AREIA”, escorre pro chão, vai entrar no ralo e essa partícula que me foi ensinada como sendo “MORTA” segue em direção ao esgoto (como eu?) … deixa eu ir, alguns professores me falam que estudar não é nada, eu preciso é orar…

Euler ETI Euler ETI